domingo, 18 de fevereiro de 2018

Kanato Dark 5 - More Blood



Cena: Corredor

Yui: (Ok ... agora. há escola amanhã, então devo voltar para a cama)
 
Kanato: ... ... ... ...
 
Yui: (Eh? É Kanato-kun. ... ... É minha imaginação ou ele está olhando para mim?)
(Eu fiz alguma coisa… …?)
Kanato-kun, você ainda está acordado?
 
Kanato: * resmungos* ... ... ... ... isa?
 
Yui: Eh?
 
Kanato: A alguns momentos atrás, você estava visitando o quarto de quem?
 
Yui: Eh? Eu não estava visitando o quarto de ninguém.
 
Kanato: Então, por que você está caminhando no corredor?
 
Yui: Eu realmente estava voltando para o meu quarto ... ...
 
Kanato: Então, onde você estava agora? Você tinha que estar vindo do quarto de alguém, certo?
 
Yui: ... ... não era. Eu estava na cozinha. Sozinha.
 
Kanato: O dia logo amanhecerá ... ... Normalmente, você estaria dormindo até agora.
E apesar disso, você diz que estava na cozinha ... ...?
 
Yui: S-Sim?
 
Kanato: Mentira em flagrante ... ... se você se atreve a mentir para mim, tente inventar desculpas melhores.
 
Yui: é a verdade. Eu não pude adormecer por algum motivo ... ... então eu fui na cozinha para um copo de água ... ...
Foi tudo o que fiz ... ...
 
Kanato: ... ... ... ...
 
Yui: (Esse rosto, ele ainda está duvidando de mim ... ...)
(Mas, por que ele está tão convencido de que eu entrei no quarto de outra pessoa?)
(Não entendi)
 
Kanato: Você vai dar uma de inocente até o final, não vai ... ...
 
Yui: (Pensando bem, Kanato-kun tem estado um pouco irritável ultimamente)
Ei, alguma coisa aconteceu? Como por exemplo, você brigou com alguém?
 
Kanato: NÃO MUDE DE ASSUNTO!
 
Yui: Er ... ...
 
Kanato: Se você está tentando evitar falar sobre isso, então, isso não significa que você está defendendo alguém?
Você me escolheu Yui-san, não é? E ainda--
E AINDA!!!!
... ... você está me traindo?
Você acha que é uma boa idéia fazer isso ... ...?
Inaceitável ... ...! ABSOLUTAMENTE INACEITAVEL !(Olha o Lemongrab pessoal kkkkkkk)

怒 ら な い → Não fique com raiva. [certa]
 
Yui: Kanato-kun, é apenas um mal entendido ... ...! Não fique com raiva ... ...!
 
Kanato: Estou com raiva ... por causa de você !!
Não me diga o que fazer!
 

落 ち 着 い て → Se acalme. [errado]
 
Yui: Ei, se acalme ... ... !! Se você estiver fazendo um alvoroço no corredor, alguém virá ... ...
 
Kanato: Para tirá-lo de mim !?
 
****
 
Yui: Mas, não estou traindo você. Eu também não estou defendendo ninguém.
Por favor acredite em mim.
 
Kanato: ... ... ... ...
 
Yui: (Phew ... ... de uma maneira ou de outra, eu acho que ele entende)
 
Kanato: Heheh ... ... Hahahah ... ...
Ahahahaha!
 
Yui: Kanato-kun ... ...?
 
Kanato: A resposta é tão simples, como não poderia pensar nisso antes.
 
Yui: Pensou no que exatamente?
 
Kanato: ... eu deveria matá-los.
Eu deveria matar todos e cada um deles. Ayato, Laito ... ... Shu, Reiji, Subaru, todos ... ...
 
Yui: Eeh !?
 
Kanato: se eu fizer, então quem você está ou não será mais um problema.
Porque eu serei o único que ficará, não há mais nada disso.
 
Yui: Você está ... sério?
 
Kanato: claro que sim. É uma ideia tão esplêndida. Você acha que eu brinco com algo assim?
Você é realmente inconsciente. De qualquer forma, quanto mais cedo for feito, melhor.
 
Yui: Por - Por favor, não diga coisas tão assustadoras. 

Kanato: Você acha que vou perder?
 
Yui: Não acho que sim, mas quero dizer ... ...
 
Kanato: Mas, há um problema. Matar todos eles, ao mesmo tempo, será um desafio.
Então, eu vou precisar de sua cooperação.
 
Yui: Eh?
 
Kanato: Mn ... ... vou precisar do seu sangue para fortalecer meu poder ... ... Mn, Nghh ... ...
 
Yui: Ggh ... ...!
(De repente, começou a chupar meu sangue ... ...)
 
Kanato: Esses incômodos ... ... não serão difíceis de lutar ... ... Mn ... ... muito facilmente ... ... eu poderia matá-los ... ... Nngh ... ...
Claro ... ... você vai me deixar sugar tanto sangue quanto eu preciso fazer ... ... você será minha cúmplice ... ... Heheh ... ...
Combinando nossos poderes para vencê-los ... ... isso parece maravilhoso, você não concorda? ... ... Heheh ... ... Mnngh ... ...
 
Yui: Ka, Kanato-kun ... ...
(Kanato-kun ... ... isso tem que ser algum tipo de piada distorcida... ... deve ser ... ...)
(Agora, por favor, diga que é uma piada ... ... por favor ... ...)
 
AutoraAB-CIR GV
Leia Mais ►

Kanato Dark 4 ~More Blood



-Cena: Quarto do Kanato-

*TOC Toc*

Yui: Kanato-kun, você está aí?
(Eh ... ... ele não está ... ...?)
... ... Err, Kanato-kun? Posso entrar?
  
* Yui abre a porta e entra *

Kanato: ... ... Ugh ... ...
 
Yui: (Eh? Foi um gemido que acabei de ouvir?)
 
Kanato: U-Uaha ... ...
 
Yui: (acho que sim ... ...)
 
Kanato: Uhuah ... ... Uuh ... ... Não ... ... N-Não ... ...
 
Yui: (Kanato-kun parece estar tendo um pesadelo ... ...) – (o que vocês pensaram em? seus bando de mente poluída rsrsrs)
(Pode ser melhor acordá-lo, certo ... ...?)
Kana--
 
* Kanato Se senta na cama *

Kanato: ... ... !
 
Yui: Uwah! Você me assustou… …!
 
Kanato: ... ... Entrando sorrateiramente no quarto de uma pessoa a esta hora? Você está tentando me espionar?
Isso é um passatempo muito vulgar.
 
Yui: E-Eu não estava. Você deixou sua lição de casa na sala de estar, então eu apenas vim dar a você ... ...
 
Kanato: ... ... Então, você não deveria ter batido?
A comida não é mais do que comida. Compreenda sua posição mais ... ...
  
→ Me desculpe. [certa]
 
Yui: Desculpe-me ... Mas, com toda a honestidade, não tinha intenções de espiar  você ... ...
 
Kanato: Então você está dizendo que você não fez?
 
Yui: S-Sim.
 
Kanato: pode ser o que você acredita, mas isso ainda não é desculpa.
 

→ Eu bati. [Errada]
 
Yui: Eu bati embora ...
 
Kanato: Huh? Onde você quer chegar? Mesmo se você bater, isso significa que você pode se intrometer?
 
Yui: (Intrusão é um pouco de exagero ... ...)
 

Kanato: ... ... mas bem, já que você veio me trazer algo que deixei para trás, acho que não pode ser evitado.
Sua cabeça aborrecida não esperava uma recompensa por trazê-lo para mim, então eu vou te dar um, vou deixar essa passar.
 
Yui: Ah, sim ... ... obrigada.
 
Kanato: se não há mais nada que quiser, então você vai sair rapidamente?
Quando você está parada de forma ociosa, não posso deixar de me irritar. Além disso, você está sendo um obstáculo para o meu sono.
 
Yui: ... ... Espera, acabei de me lembrar. Antes, parecia que você estava tendo um pesadelo. Você está bem?
 
Kanato: Huh?
 
Yui: Parecia que você não estava tendo um sonho muito bom.
 
Kanato: ... ... Por que algo assim é importante para você?
 
Yui: Eh? Porque eu estava preocupada ...
 
Kanato: Absurdo ... ... É ABSOLUTAMENTE UM ABSURDO ... ...!
SEU MALDITO VERME !!
  
* Kanato Lança Almofadas *

Yui: Kyaa!
(De repente, ele ficou com raiva e agora ele está jogando travesseiros. O que devo fazer !?)
 
Kanato: Interferindo na vida privada das pessoas, quão impudente mulher você é ... ...?
 
Yui: Eu estava apenas ... ... pensando em você Kanato-kun ... ...!
 
Kanato: Sobre mim ... ... !?
Você está presumido que não consegue entender sua posição. Por que é tão difícil para você entender ... ...?
Ter alguém, tão baixa como você, preocupado comigo é inaceitável !!
 
Yui: Estou ... Desculpe.
(A julgar pelo pesadelo Kanato-kun tinha ... ... provavelmente não estava com vontade de falar sobre isso)
(É por isso que ele explodiu em raiva ... ...)
 
Kanato: Mesmo que se desculpe agora, é muito tarde.
Porque você tem que pagar pelo crime que você cometeu.
 
Yui: "Crime" ... ...?

Kanato: Você ousou me irritar com essa zombaria, então uma punição deve ser imposta, não?
Ou, se é impossível para você refletir, como você será capaz de aprender então?
 
Yui: Talvez eu tenha a culpa, mas você está exagerando um pouco ... ...
 
Kanato: Você está longe de refletir. É a conversa de volta? Você deve realmente pedir isso agora.
 
Yui: Eu não queria. Se eu explicar, você estará disposto a entender ... ...?
 
Kanato: Você está me pedindo para entender? Você esta?
 
Yui: porque se conversarmos corretamente sobre isso, esclarecerá as coisas ... ...
 
Kanato: Chega, estou Infeliz.
Toda vez que a boca se abre, fico doente. Não preciso disso. ... ... Nn ... ...
 
Yui: Eh--?
Mnnn !?
(Um B-Beijo ... ... !?)
(Ele não precisa disso ... ...? Não me diga que Kanato-kun planeja arrancar meus lábios ... ...)
(Não é isso! Não!)
Nnn ... ... Ghnnn!
(Ele está mordendo meus lábios ... ... !! Está me machucando ... ... Agh)
 
Kanato: *para* Haa ... ... Esta pessoa, mesmo que eu feche a boca, ainda é irritante.
Eu me pergunto se costurar funcionaria em vez disso ... ...
 
Yui: ... ... Gh ... ... !?
(Meus lábios doem tanto, não posso falar ... ... Mas, se eu não disser nada, ele pensará que estou bem com isso ... ...)
 
KanatoHeeh ... ... Agora, esta é uma visão que vale a pena ver ... ...
Estou apenas sugando o sangue de seus lábios manchados de vermelho e palidez ... ...
 
YuiNnnn ... ...!
 
KanatoCair no desespero, parece que você vai chorar a qualquer momento. Uma expressão tão agradável ... ... Heheh.
Mesmo se você tentar, não há nada que você possa fazer sobre isso. Então, talvez também deva deleitar.
Gostaria de aproveitar seu estado patético um pouco mais ... ...
Seu sangue é muito bom ... ...
Faça isso ainda mais agradável para mim ... ... Ngh ... ... Mngh ... ...
Heheh ... o quão é deliciosa ... ...
 
AutoraAB-CIR GV
Leia Mais ►

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Ikémen Sengoku - Nobunaga Oda - Capítulo 12 (Rota Romântica)




❖ Parte 1 



(Nobunaga está bem?)

(Com certeza teria alguma notícia se alguma coisa acontecesse com ele.)

Eu estava muito cansada pra ficar de pé, mas muito nervosa pra ficar sentada.

Ieyasu apareceu no quartel general. Ele estava procurando por mim.

Ieyasu: “MC! Temos um relatório do Nobunaga!”

MC: “O que ele diz?”

Ieyasu: “Ele está lutando para obter o castelo da guarnição.”

MC: “Essas são boas notícias!”

(Eu não queria admitir como eu estava ficando preocupada.)

MC: “Como está Masamune, Hideyoshi e os outros?”

Ieyasu: “Estão todos bem. Juntos eles conseguiram cercar o castelo.”

Ieyasu: “É claro que todos os comandantes inimigos estão ilesos também.”

MC: “Entendo. Mas estou feliz por Nobunaga e os outros estarem bem.”

Eu soltei uma respiração que eu não sabia que estava segurando.

Ieyasu: “O grupo do Nobunaga pressionou a vanguarda e desafiou o inimigo nas linhas de frente.”

Ieyasu: “Então o inimigo recuou para o castelo e agora estão se preparando para um cerco.”

MC: “Um cerco, huh?”

Ieyasu: “Você não sabe de nada, não é? Eles vão lutar conosco de dentro do castelo enquanto suas provisões agüentarem.”

Eu lancei um olhar fuzilante para o Ieyasu.

MC: “Eu sei o que é um cerco! Eu vou admitir, você tem me ajudado algumas vezes, mas pega leve comigo.”

(Eu assistia filmes e dramas históricos. Mas eu nunca esperei que fosse precisar de conhecimentos sobre táticas militares da era Sengoku.)

Ieyasu: “...Sabe, não é que eu me importe em te dizer as coisas que você não sabe.”

MC: “E eu aprecio isso. Mas deixe-me perguntar. Como isso parece?”

Quando eu disse a palavra ‘aprecio’, Ieyasu desviou o olhar.

Ieyasu: “Eu só pensei que fosse mais fácil te dizer tudo de uma vez do que responder inúmeras perguntas.”

Ieyasu: “Mas tudo bem. Apenas não comece a me chamar de legal ou nada do tipo.”

MC: “Que tal se eu só disser que você é econômico?”

(Ele tem o jeito mais irritante de ser útil, mas acho que isso vem de um desejo real de ser gentil.)

Ieyasu: “De qualquer forma, você me distraiu. Eu tenho mais uma coisa pra relatar.”

Ieyasu suspirou e se endireitou.

Ieyasu: “As forças de Oda estão formando acampamento ao redor do castelo. Eles vão atacá-lo amanhã ao amanhecer.”

Ieyasu: “Essa será a batalha decisiva.”

MC: “Eu entendo.”

Eu senti uma pontada no meu estômago.

(Ainda mais uma batalha pra acontecer.)

MC: “Então Nobunaga e os outros não voltarão essa noite?”

Ieyasu: “Não. Agora eles provavelmente estão se preparando para continuar vigiando a noite toda.”

Ieyasu: “Eu estou indo para a linha de frente com um reabastecimento de armas. Você está no comando aqui enquanto eu estiver fora.”

MC: “Entendi. Tenha cuidado lá.”

Ieyasu: “...Eu não preciso que você me diga isso. Durma um pouco essa noite.”

Ieyasu se virou e saiu, andando rapidamente.

(Honestamente, parece que ninguém vai dormir nada essa noite.)

Eu caminhei de volta para o quartel general, preocupação batendo em meu peito.

Essa manhã, tudo estava tão perfeito—

O sol mal tinha nascido quando Nobunaga fez suas preparações para partir.

Nobunaga: “Estou indo.”

*Cap. 12 – (1/10) completo*




❖ Parte 2 



Nobunaga: “Estou indo.”

MC: “Está bem.”

Eu estava lá para ver Nobunaga partir.  Eu dei a ele um sorriso encorajador.

Sentando em seu cavalo, na frente de suas forças, ele era um retrato da perfeita confiança.

(Você nunca saberia que ele confessou estar cansado na noite passada!)

MC: “Esteja a salvo.”

Nobunaga: “Eu irei. Você não precisa se preocupar comigo.”

(É claro que eu vou me preocupar!)

Com um olhar de impaciência, eu puxei sua manga.

Nobunaga: “O que é?”

Ele se inclinou sobre o cavalo para onde eu poderia alcançá-lo.

Ficando nas pontas do pé, eu sussurrei no ouvido dele,


Opções:

1- “Deixa eu me preocupar.”
2- “Conte-me seus sentimentos.” (escolhida) 
3- “Não seja distante.”


MC: “Não se faça de corajoso na minha frente. Conte, só pra mim, o que você está sentindo.”

Nobunaga: “Você é a única que eu posso contar. Ninguém mais pergunta.”

Nobunaga: “Mas isso não é uma atuação. Eu apenas não gosto de te ver preocupada.”

(Nobunaga--)

MC: “Estou feliz que você se sinta assim.”

MC: “Eu estava muito feliz noite passada também. Eu gosto quando você é honesto comigo, então não se segure.”

Sua expressão se aqueceu diante dos meus olhos.

Nobunaga: “Está bem.”

Nobunaga: “Então eu vou te mostrar honestamente meus sentimentos agora.”

Com um sorriso, Nobunaga pegou meu rosto.

(Eu sempre me esqueço o que o toque das suas mãos faz comigo!)

Se inclinando pra baixo, ele deu um beijo rápido no meu nariz, só um toque de calor.

Vassalo 1: “Apenas veja como nosso lorde é confiante, cortejando sua dama antes da batalha!”

Ouvindo os sussurros dos soldados a nossa volta, eu sorri e balancei a cabeça.

MC: “Eles acham que isso é cortejar? Foi só um beijo no nariz!”

Nobunaga: “Então pelo bem dos homens, essa é uma boa oportunidade para mostrar a eles como um namorado age.”

Nobunaga: “Eu vou te beijar da maneira que um namorado deve.”

MC: “Pelos homens? Nobunaga, beijo não é uma demonstração!”

Uma quantidade de homens digna de um estádio estava olhando pra nós ansiosamente.

Vassalo 1: “Oh, Lady Chatelaine, não se preocupe conosco! Nós não estaremos olhando!”

MC: “Não, quer dizer, não é isso—“

Vassalo 2: “Aqui, nós todos vamos nos virar—Vamos, todo mundo.”

O exército inteiro modestamente virou suas cabeças.

Nobunaga: “Isso foi bom, homens. Que tal agora, MC?”

(15.000 homens simplesmente se viraram para que eu pudesse beijar meu namorado. Como eu posso dizer não pra isso?)

Eu mordi meu lábio, impressionada com o que um simples beijo se tornou. Ainda assim, eu não pude deixar de sorrir.

Eu fiquei na ponta dos pés, pronta para beijar Nobunaga, mas apesar das tropas terem se virado, eles ainda estavam sussurrando.

Vassalo 1: “Eu não acredito no que eu estou vendo. Lorde Nobunaga sendo carinhoso!”

Vassalo 2: “E você viu? Aquele olhar gentil em seus olhos?”

Vassalo 3: “Isso faz eu me sentir bem por dentro.”

Vassalo 4: “Eu também.”

(Caramba, ser a namorada de um lorde guerreiro te coloca em algumas situações loucas.)

(Mas ouvir todos felizes sobre isso, faz com que eu me sinta muito bem!)

Nobunaga: “Vem, MC. A batalha não vai esperar mais.”

*Cap. 12 – (2/10) completo*




❖ Parte 3 



Nobunaga: “Vem, MC. A batalha não vai esperar mais.”

MC: “Sim. Vamos fazer isso.”

Enquanto ele se inclinava, eu me esticava para encontrá-lo no meio do caminho—

Nos beijamos, mandando um arrepio caloroso por todo caminho até o dedão do meu pé.

Nobunaga: “Muito bom.”

Eu estava fascinada pelo sorriso atraente, inocente, em seu rosto.

(Eu realmente estou apaixonada por ele.)

(Quando ele sorri, eu sinto como se pudesse fazer qualquer coisa por ele.)

Retribuindo o sorriso dele, eu acariciei seu rosto.

MC: “Estarei esperando por você.”

Nobunaga: “E eu vou voltar pra você, vivo e bem.”

......................

(Nesse momento, Nobunaga está provavelmente se preparando para atacar o castelo.)

(Ele provavelmente não vai ter tempo nem mesmo pra descansar, quanto mais dormir.)

......

<Lembrança>

Nobunaga: “Estou exausto.”

Nobunaga: “Mas tudo que eu preciso é sentir seu calor em mim.”

<Fim da lembrança>

......

(Eu fiquei impressionada quando ele me disse que estava cansado noite passada.)

(Mas pensando sobre isso, não tem como você lutar por tanto tempo e não estar exausto.)

Não era só a guerra com o Kenshin.

Nobunaga está lutando desde que era criança.

(Eu sei que ele não vai parar até alcançar sua ambição.)

(Mas eu quero que ele ache um tempo para largar sua espada e descansar.)

Eu decidi passar um tempo de qualidade com ele amanhã, não importa o que. Mas então, eu ouvi uma voz.

???: “MC? Eu espero que essa seja uma boa hora.”

(Que?!)

Alguém agarrou meu braço e me puxou para a sombra de uma das barracas.

MC: “Quem diabos--!?”

Sasuke: “Shh. Eu ficaria realmente feliz se nós pudéssemos ter essa conversa discretamente.”

(Sasuke?!)

Eu sei bem que não posso dizer nada mais alto. Silenciosamente, eu segui ele pra fora do acampamento.

Sasuke: “Boa noite. Faz algum tempo. Me desculpa pela visita repentina.”

(Suas visitas são sempre repentinas. Por que mudar agora?)

MC: “Sasuke, nós estamos no meio de uma guerra! Com o seu lado! Por que você veio até aqui?”

Sasuke: “Não se preocupe, eu não fui visto.”

Sasuke retirou sua máscara, revelando sua expressão normalmente calma.

Sasuke: “Além disso, eu tenho algo urgente pra falar com você.”

MC: “É sobre a fenda espacial?”

Sasuke: “Sim. Nós temos somente uma semana antes de ela se abrir em Honno-ji.”

(Uma semana. Eu não estava prestando atenção no tempo com essa guerra acontecendo.)

Sasuke: “Me desculpa, eu não pude conversar com você sobre isso antes. O trabalho tem sido, bem, tenho certeza que você pode imaginar.”

MC: “Sim. As coisas têm estado bem ativas aqui também. Eu espero que o cerco esteja tratando vocês bem?”

Sasuke: “Eu estou bem. Como pode ver. Agora, sobre ir a Kyoto—“

(Eu preciso dizer ao Sasuke sobre minha decisão.)

MC: “Sasuke. Eu decidi ficar no passado. Eu não vou voltar.”

Sasuke: “Você decidiu?”

*Cap. 12 – (3/10) completo*




❖ Parte 4 



MC: “Sasuke. Eu decidi ficar no passado. Eu não vou voltar.”

Sasuke: “Você decidiu?”

MC: “Se lembra do seu aviso três meses atrás?”

MC: “Sobre não ficar muito apegada?”

Sasuke: “Eu lembro.”

..........

<Lembrança>

Sasuke: “Mais uma coisa. Não se envolva profundamente com as pessoas desse tempo.”

MC: “Envolver profundamente? Sasuke, eu vou estar em contato próximo com eles por três meses.”

Sasuke: “Dito isso, não se apaixone. Pode atrapalhar seu desejo de voltar para o futuro.”

MC: “Haha, amor? Não existe problemas de isso acontecer. Você já conversou com qualquer uma dessas pessoas?”

<Fim da lembrança>

..........

(Eu estava bem convicta naquele dia. Eu nunca teria adivinhado que estaria me sentindo tão diferente agora.)

MC: “Eu encontrei alguém, alguém que eu não quero deixar.”

Sasuke: “Você se apaixonou? É alguém que eu conheço?”

MC: “Sim, você o conhece. Você e todo o Japão.”

Sasuke me mostrou uma rara expressão de choque.

Sasuke: “Não é Nobunaga Oda, é?”

MC: “Sim! Eu sei que pra você, ele é o comandante inimigo. Mas ele também é oficialmente meu namorado! É uma história fofa!”

Sasuke: “Seu.......namorado?”

MC: “Sim. Pode ser egoísta da minha parte, mas eu decidi não voltar. Me desculpa.”

Sasuke: “Namorado—“

(Parece que ele ficou offline.)

Eu chacoalhei o ombro dele.

MC: “Terra para Sasuke?”

Sasuke: “Me desculpa. Parece que eu acabei de experimentar uma tela azul da morte aqui.”

(NT: No jogo, o Sasuke usa a expressão BSOD, que significa ‘Blue Screen of Death’, ou ‘tela azul da morte’ em português. Nada mais é que aquela tela azul quando dá erro no Windows)

(Se eu tivesse acabado de ouvir isso de mim, eu reagiria da mesma maneira. Quero dizer, é Nobunaga Oda!)

E ainda assim, não era. Não aquele que nós aprendemos na aula de história.

Esse Nobunaga, com todos seus defeitos, era incrivelmente querido pra mim.

Sasuke: “Não era minha intenção me descontrolar. O que eu ia dizer era que você não precisa se desculpar. Eu estou em uma situação parecida.”

MC: “Sasuke, você encontrou alguém também?”

Sasuke: “Não muito. Enquanto trabalhando com Kenshin e os outros, eu me vi incapaz de me separar deles.”

Sasuke: “Eu não posso abandoná-los aqui, mesmo que isso signifique nunca mais voltar ao presente.”

(Então, o que ele está dizendo é--)

MC: “Você está escolhendo ficar também?”

Sasuke: “Sim. Eu não gosto de deixar trabalhos incompletos. E eu acho que ainda posso continuar minha pesquisa aqui.”

Sasuke: “Quando eu mencionei ir pra Kyoto, era só para que eu pudesse ver você partir em segurança.”

(Ele ia fazer isso por mim?)

MC: “Eu sei que é egoísta, mas eu estou honestamente feliz em ouvir que você vai ficar.”

MC: “Significa muito saber que eu sempre terei um amigo dos dias modernos aqui comigo.”

Sasuke: “É claro que terá. Mesmo nós estando em lados opostos, eu vou achar tempo para te ver.”

MC: “Okay. Mas tenha cuidado quando fizer isso.”

Sasuke: “Não se preocupe. Eu sou um ninja.”

(Foi o treinamento ninja que deu a ele essa confiança infinita?)

MC: “Sabe, Sasuke, nosso lado estava elogiando você há algum tempo atrás.”

Sasuke: “Como?”

MC: “O próprio Ieyasu Tokugawa te chamou de ‘um ninja excelente’.”

Sasuke: “Entendo. Não existe elogio maior que um ninja possa receber do que aquele vindo de seus inimigos.”

MC: “Você é o melhor ninja que eu conheço, Sasuke. Você nunca para de me impressionar.”

Sasuke: “Você é tão talentosa quanto eu, princesa chatelaine das forças de Oda.”

*Cap. 12 – (4/10) completo*




❖ Parte 5 



MC: “Você é o melhor ninja que eu conheço, Sasuke. Você nunca para de me impressionar.”

Sasuke: “Você é tão talentosa quanto eu, princesa chatelaine das forças de Oda.”

Nós dois sorrimos um para o outro.

Sasuke: “Agora eu tenho que voltar ao castelo.”

MC: “Está bem. Me prometa que você vai ficar a salvo, okay?”

Sasuke: “Você ainda está preocupada comigo, mesmo nós estando em lados diferentes.”

MC: “Bem, é claro! Eu não quero que ninguém perca sua vida nessa vida, inimigo ou aliado.”

MC: “Você tem que sobreviver também, Sasuke.”

Sasuke: “Obrigado pela sua preocupação. Vejo você de novo.”

Sasuke desapareceu na escuridão.

(É contraditório querer que o Nobunaga vença e que todos sobrevivam. Eu sei disso.)

Mesmo assim, eu não posso deixar de desejar que ninguém tenha que morrer, e que possa, ao invés disso, sobreviver para ver uma nação unificada sem guerra.

(O fardo do Nobunaga já é grande o suficiente. Se houvesse pelo menos uma maneira de ele vencer sem tirar mais nenhuma vida.)

Eu voltei para o acampamento, oferecendo minha oração silenciosa para o céu da noite.

.............................

Na manhã seguinte eu acordei ao amanhecer com uma animação do lado de fora da barraca.

(Parecem notícias felizes! Mas é muito cedo para a luta ter acabado.)

Eu corri pra fora para ver o que estava acontecendo.

Soldado ferido 1: “Você ouviu? Nós rompemos os portões do castelo!”

Soldado ferido 2: “Tanto por um cerco! Nós vamos fazer eles se renderem antes do fim do dia!”

(Nobunaga e os outros conseguiram!)

Eu parei na frente dos dois soldados feridos que estavam compartilhando as notícias.

MC: “Desculpe, eu acabei de levantar. Pode me contar tudo?”

Soldado ferido 1: “Lady Chatelaine! É claro! Nós recebemos a informação que eles estão entregando o castelo e estão começando a se retirar.”

Soldado ferido 2: “Infelizmente, nós tivemos algumas perdas bem feias nessa batalha.”

Soldado ferido 2: “Nós não seremos capazes de persegui-los, então priorizamos tomar o castelo.”

MC: “Obrigada por me informar.”

(E obrigada, estrelas da sorte! Esse é o mais próximo do resultado que eu estava esperando quanto pensava em conseguir!)

Eu me virei para sair, com os pés leves.

(Nobunaga e os outros voltarão essa noite.)

(Logo, nós estaremos no caminho de volta pra casa, para Azuchi!)

Mas no caminho de volta pra minha barraca, eu parei, pegando parte de uma conversa preocupante.

Soldado 1: “Eu não posso deixar de pensar que Kenshin desistiu um pouco fácil demais. Eu ouvi que ele vive pra guerra.”

(Até o Mitsunari mencionou o desejo de Kenshin por batalha. Esse não parece o tipo de homem que se retiraria silenciosamente. A não ser que--)

Soldado 2: “Mas que diabos?! Quem é esse?!”

Eu me virei ao som de gritos assustados vindos da entrada do acampamento.

(Um cavalo branco?)

Um homem, vestido em cores claras e pretas, voando sob um estandarte azul, cavalgou corajosamente para dentro do acampamento.

Nossas tropas eram poucas, maioria deles feridos, e eles se espalharam  na frente dele e de seus colegas cavaleiros.

Kenshin: “Aí está você. Você é a mulher do Nobunaga, certo?”

(Nota da tradutora: Chegou o amor da minha vida, lindo maravilhoso! (♥ω♥ ) ~♪)

Eu o reconheci do nosso breve encontro, meses atrás. Mas o veneno que pingava de cada palavra que ele dizia, era novo.

Kenshin: “Eu sou Kenshin Uesugi. Tenho certeza que você ouviu falar de mim.”

Kenshin olhou pra mim com um sorriso repugnante que me congelou.

(Como ele chegou aqui?! Não, isso não é o que importa agora!)

(Ele está aqui por minha causa! Eu preciso correr!)

Mas Kenshin foi mais rápido. Ele me agarrou e me jogou pra cima do seu cavalo.

Eu fui jogada bruscamente na sela e perdi meu ar com o impacto repentino. Mesmo assim, eu gritei por ajuda.

Kenshin: “Quieta. Se não, eu posso simplesmente te matar.”

Kenshin: “E então você não será uma isca muito boa pra atrair o Nobunaga.”

(É isso que ele está planejando?!)


**Love Challenge**


*Cap. 12 – (5/10) completo*

❖ Na próxima parte: (Esse covarde está me usando pra fazer Nobunaga lutar com ele!)
Eu resisti ao Kenshin com unhas e dentes, mas não pude impedir Nobunaga de chegar para enfrentá-lo sozinho.
Nobunaga permaneceu alto, espada em mãos.
“Agora vem. Me enfrente. Eu vou fazer você se arrepender de ter encostado a mão na MC.”




❖ Parte 6 



MC: “Me coloca no chão! Me solta!

Kenshin: “Para de gritar. Estou cansado de repetir.”

(Uff!)

Kenshin me largou. Nós estávamos em uma pequena cabana desgastada, e minhas pernas e braços estavam amarrados.

MC: “Isso dói! Qual é o seu problema?!”

Kenshin: “Pela última vez. Para de gritar.”

MC: “Eu--!”

Kenshin sacou sua espada e apontou a ponta da lâmina afiada na minha garganta.

(Ele precisa afastar isso de mim, ou eu vou ter que repensar sobre minha política de ‘não matar’.)

Há uma hora ou mais, com um bando de homens, Kenshin atravessou o cerco e invadiu o acampamento dos Oda—

Para o único propósito de me seqüestrar.

...........

<Lembrança>

Kenshin: “Aí está você. Você é a mulher do Nobunaga, certo?”

Eu o reconheci de primeira, apesar de parecer que ele não se lembrava de mim.

Kenshin: “Eu sou Kenshin Uesugi. Tenho certeza que você ouviu falar de mim.”

Eu tentei correr, mas ele me agarrou primeiro, me jogando em cima da sela.

Eu gritei por ajuda, mas os homens dele estavam com os poucos e feridos soldados deixados no acampamento como reféns.

Kenshin: “Quieta. Se não, eu posso simplesmente te matar.”

Kenshin: “E então você não será uma isca muito boa pra atrair o Nobunaga.”

<Fim da lembrança>

...........

(Ele sabia quem eu era e onde me encontrar. Bem, eu fui avisada que ficar com o Nobunaga faria de mim um alvo.)

(Mas o que Kenshin está fazendo aqui e não com seus homens? Ele abandonou a batalha?)

Empurrando com minhas pernas amarradas, eu fui pra trás até a parede, para ter alguma distância, encarando o Kenshin o tempo todo.

Kenshin: “Você finalmente ficou quieta. Ótimo.”

Com um sorriso satisfeito, Kenshin guardou sua espada e agachou para que pudéssemos ficar olho a olho.

Encurralada em um pequeno espaço com esse homem de sangue frio, foi uma luta pra não entrar em pânico. Mesmo assim—

(Nota da tradutora: Aiai...eu adoraria ficar encurralada com ele em um espaço pequeno, eu entraria em pânico se não desse uns pegas nele isso sim. ( ͡° ͜ʖ ͡°) kkkkk. Desculpa gente, eu sempre me empolgo quando o Kenshin aparece, afinal ele é meu husbando. (⁄ ⁄•⁄ω⁄•⁄ ⁄)⁄

Havia alguma coisa estranhamente cativante sobre o Kenshin. Ele atraia meus olhos de uma maneira que era difícil de ignorar.

(Eu nunca vi alguém como ele antes.)

(Mas agora não é hora de distrair! Eu preciso descobrir como vou sair dessa!)

Kenshin tinha homens parados do lado de fora da cabana, guardando a única saída.

(Eu provavelmente não posso passar correndo então. Eu vou precisar prestar atenção, estar preparada pra agir com rapidez.)

MC: “Com licença, posso te perguntar uma coisa?”

Kenshin: “Eu pensei que fosse ficar quieta. Mas você está assim tão faminta pela minha lâmina?”

*Cap. 12 – (6/10) completo*




❖ Parte 7 



Kenshin: “Eu pensei que fosse ficar quieta. Mas você está assim tão faminta pela minha lâmina?”

MC: “Não, obrigada. Eu tive um bom café da manhã.”

Eu não vou deixar ele me intimidar.

MC: “Eu não vou berrar ou gritar. Eu só quero conversar.”

Kenshin: “Entendo. Você é corajosa.”

Kenshin: “Foi essa atitude que iludiu o grande Nobunaga?”

Kenshin olhou pra mim com um olhar intenso e curioso.

MC: “Você me chamou de mulher do Nobunaga, o qual eu tenho um problema com isso, mas isso é outro ponto. Como você sabia?”

Kenshin: “Meus vassalos falaram de você.”

Kenshin: “Eles disseram que haviam cercado ele, quando uma mulher com sua descrição, pulou no meio deles sozinha para salvá-lo.”

(Bem, eu não posso exatamente negar isso.)

Foi a luta que nós entramos após a batalha com o Kennyo, aquela que nós parecíamos estar perdendo.

...........

<Lembrança>

Nobunaga: “Eu nunca me arrependi de nada.”

Nobunaga: “E isso vai continuar. Mas eu não posso dizer o mesmo de vocês.”

Nobunaga: “Porque vocês todos vão morrer aqui.”

Soldado Inimigo: “Desgraçado!”

MC: “Nobunaga! Arqueiros!”

Nobunaga: “MC?!”

Soldado Inimigo: “Mulher. Quem é você?”

<Fim da lembrança>

..........

Kenshin: “Curioso pra saber a verdade, eu capturei alguns homens do Nobunaga e os forcei a me dar a informação.”

Kenshin: “Eles disseram que ele tinha uma amada com o nome de MC.”

(Então foi assim que ele soube.)

Kenshin: “Eles disseram que você estava com ele, cuidando dos soldados feridos atrás das linhas de frente.”

Kenshin: “Eu esperava que o Nobunaga fosse ficar distraído tentando tomar aquele castelo—“

Kenshin: “Mas eu nunca imaginei com que facilidade ele me deixaria te pegar.”

MC: “Você disse que queria atrair Nobunaga. Atrair ele pra que?”

Kenshin: “Você deve saber a situação atual.”

Kenshin: “É questão de tempo até Nobunaga capturar o castelo da guarnição.”

Kenshin: “Eu fui negligente, sendo empurrado para trás apesar da superioridade das minhas forças.”

Kenshin: “Mas tem outras maneiras de se ganhar uma guerra. Como por exemplo, o comandante inimigo perder sua cabeça. Literalmente.”

*Cap. 12 – (7/10) completo*




❖ Parte 8 



Kenshin: “Mas tem outras maneiras de se ganhar uma guerra. Como por exemplo, o comandante inimigo perder sua cabeça. Literalmente.”

MC: “Que?”

Kenshin: “Não fui claro? Você vai trazer Nobunaga até mim, e eu vou matá-lo.”

Kenshin: “Eu já enviei uma mensagem pra ele.”

Kenshin: “’Se você valoriza a MC, venha me enfrentar, sozinho.’”

(Esse covarde está me usando pra fazer Nobunaga lutar com ele!)

(Ele pensa que fazendo isso ainda pode virar essa guerra.)

Eu me senti mal do estômago.

Kenshin: “Mas eu estou triste de ver as profundezas em que o Rei demônio do sexto céu caiu.”

MC: “Desculpe?”

Kenshin: “Até agora, eu estava esperando pra lutar com o Nobunaga.”

Kenshin: “Mas esse ataque sem sentido dele me fez morrer de tédio.”

MC: “Sem sentido?”

Kenshin: “Existem muitas maneiras de tombar um castelo. Queimá-lo em chamas. Inundá-lo. Nobunaga usou todos eles.”

Kenshin: “Mas ele nunca pediu por uma rendição sem sangue antes.”

(Nobunaga pediu pra que eles entregassem o castelo sem lutar? Oferecendo em troca libertar a todos?)

MC: “Ele realmente te pediu isso?”

Kenshin: “Infelizmente sim. ‘Retirem-se’, ele disse, ‘e eu não vou causar dano a nenhum de seus homens.’”

Kenshin: “Eu nunca fiquei tão decepcionado.”

(Nobunaga começou a mudar. Ele estava procurando por uma maneira diferente de resolver seus problemas.)

Não ajudou em nada minha atual situação, mas me deixou feliz em ouvir isso.

(É possível que ele estivesse pensando só em diminuir as perdas do lado dele.)

Afinal de contas, teve um fluxo constante de feridos nos últimos dois dias.

(Mas não, Nobunaga sempre pensou no bem-estar de seus homens. Isso é diferente.)

(Ele está mostrando preocupação pela vida de seus inimigos. Ele quer evitar perdas inúteis dos dois lados.)

(Nobunaga me disse antes que não se importava com quantas vidas ele tirava para conquistar sua ambição.)

(Ele realmente está mudando.)

Kenshin: “Se importar com uma mulher o transformou em um covarde, que mostra piedade aos seus inimigos.”

(Tem MUITA coisa errada com essa afirmação!)

*Cap. 12 – (8/10) completo*




❖ Parte 9 



Kenshin: “Se importar com uma mulher o transformou em um covarde, que mostra piedade aos seus inimigos.”

(Tem MUITA coisa errada com essa afirmação!)

Eu segurei minha resposta, esperando que Kenshin continuasse falando. Ele continuou em poucas palavras, mas a frieza em sua voz chegou a absolutamente zero.

Kenshin: “Eu te odeio, MC. Você roubou meu desafio de mim.”

Kenshin: “Eu vou ter que relembrar o Nobunaga que piedade não tem lugar em um campo de batalha.”

(Fica frio, rei do gelo. Ou melhor, fica quente.)

MC: “Talvez alguém deva lembrar você! Não tem nada de errado com o que Nobunaga pediu!”

Kenshin: “Que?”

(Quanto ao resto do seu argumento--)


Opções:

1- “Ele não é um covarde.”
2- “É bom mostrar piedade.”
3- “Ele sempre foi forte.” (escolhida) 


MC: “Nobunaga sempre foi gentil! Isso não afetou sua força de modo algum!”

(Agora ele é capaz de entrar em contato com sua gentileza perdida. Eu não vou deixar ninguém tirar isso dele de novo!)

(E eu não vou deixar que ninguém diga ao Nobunaga que ter piedade é errado!)

Kenshin: “Você percebe que é uma refém por causa dele, certo?”

Kenshin: “Por que você está o defendendo?”

MC: “É normal proteger aquele que você ama!”

MC: “E ele está fazendo a coisa certa, tentando por um fim a guerra e ao derramamento de sangue!”

(Eu estava tentando não gritar, mas tanto faz!)

Eu meio que esperava outra ameaça do Kenshin, mas ele não se moveu.

Ele só me encarou, irritado.

(Sim, bem, eu não estou louca por você também.)

(Nota da tradutora: Eu to ;_; )

Kenshin: “Como o Nobunaga te suporta? Amor?”

Kenshin abaixou o olhar por um segundo, desviando seus olhos.

Kenshin: “Amor é uma doença. Te cega. Te corrói até não sobrar mais nada.”

(Alguém tem problemas!)

Mas havia pouco que eu podia fazer pra tirar vantagem de seu devaneio repentino. Ele saiu de seus pensamentos.

Kenshin: “Eu falei demais. E você também.”

(Isso realmente mexeu com ele! Eu só gostaria que tivesse me tirado daqui.)

Kenshin se levantou e virou as costas pra mim.

(Acho que a conversa acabou. Tudo bem. Eu não estava gostando também.)

E ele ainda estava tentando atrair Nobunaga para uma armadilha.

(Ugh, que saco. Eu nunca quis ser usada como uma refém contra Nobunaga.)

Eu sabia que o Nobunaga viria me pegar. Mas isso só me deixava mais assustada por ele.

(Porque ele vai lutar, cansado, preocupado comigo. Eu não quero isso.)

Mesmo assim, ficar irritada comigo mesma por ter sido seqüestrada, não ter corrido mais rápido, ou não lutar com mais força, não ia ajudar em nada.

Eu torci meus pulsos na corda até eles queimarem, desesperada pra libertá-los, mas a corda estava muito apertada.

(Nobunaga, eu sinto muito.)

Mesmo assim, eu não parei. Eu continuei, até—

Soldado do Kenshin: Lorde Kenshin! É Nobunaga!”

Kenshin: “Ele finalmente está aqui.”

(Não!)

*Cap. 12 – (9/10) completo*




❖ Parte 10 



Soldado do Kenshin: Lorde Kenshin! É Nobunaga!”

Kenshin: “Ele finalmente está aqui.”

(Não!)

Kenshin se virou pra mim com um sorriso. Ele me levantou e me pendurou em seu ombro.

MC: “Me põe no chão!”

Kenshin: “Não se esqueça que você é uma refém. E que sua vida está em minhas mãos.”

Eu tentei sair de cima dele, tentei bater nele, mas nada funcionou. Ele me carregou pra fora da cabana.

(Lá estava--)

Nobunaga estava sozinho na planície, o sol se pondo atrás dele.

MC: “Nobunaga!”

Nobunaga: “MC. Me desculpe por ter te deixado esperando.”

MC: “Eu sabia que viria por mim.”

(Eu não queria te colocar nessa situação. Mas--)

Eu ainda senti um alívio quando vi seu sorriso.

Kenshin: “Você realmente veio sozinho. Essa mulher é assim tão valiosa pra você?”

Kenshin suspirou ironicamente. Ele acenou para seus vassalos.

Kenshin: “Cerquem ele. Certifiquem-se de que ele não tenha chance de escapar.”

Kenshin: “Mas não interfiram na nossa batalha. Ele é meu.”

Vassalos: “Sim, Lorde Kenshin.”

Os vassalos de Kenshin pegaram lanças e formaram um círculo grande ao redor dele e do Nobunaga.

Comigo ainda no seu ombro, Kenshin se virou para enfrentar Nobunaga, mantendo alguma distância entre eles.

(Nobunaga não vai ter muito espaço pra desviar, próximo desse jeito!)

MC: “Você não pode lutar sozinho! Apenas fuja! Volte com ajuda! Eu vou ficar bem!”

Nobunaga: “Não, eu sei o que eu estou fazendo, MC.”

(Quando Kenshin tem toda a vantagem?!)

Nobunaga: “Kenshin, antes de começarmos. Deixe-a ir.”

Nobunaga: “Ninguém põe a mão na MC a não ser que ela permita.”

Kenshin: “Eu nunca pensei que viveria para ver esse dia.”

Kenshin: “Ela te fez tão fraco, eu não sei como você ainda está de pé.”

Nobunaga: “Eu não vou cair.”

Kenshin: “Que?”

(Nobunaga?)

Nobunaga: “Enquanto MC estiver comigo, eu me recuso a morrer.”

Puxando sua espada, Os olhos ferozes do Nobunaga focavam em Kenshin.

Naqueles olhos, um inferno se enfurecia.

Nobunaga: “Agora vem. Me enfrente. Eu vou fazer você se arrepender de ter encostado a mão na MC.”




**Capítulo 12 completo**



 No próximo capítulo: “Até mesmo o inferno é preferível do que um mundo sem você.” As emoções do Nobunaga se transformaram em uma chuva de beijos.
(Meu namorado sempre sabe o que eu quero. Ele é simplesmente perfeito.)
Ele me pegou em seus braços. “Você está preparada para ser completamente conquistada, MC?”




Leia Mais ►