quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Shuu Dark Prólogo ~ More Blood


[Se você escolher o Shuu]

Shuu: Eu... ...? Bom se eu puder beber o seu sangue de alta qualidade... ... Mesmo que eu não me mexa, você vai se mexer, não vai... ... ?
Yui: (... ... O futuro me preocupa... ... Será que assim está tudo bem mesmo?)
(Aquelas pessoas de ontem parecem até menos perigosas agora... ...)
(De qualquer forma, é o que eu escolhi... ... Tenho que me esforçar... ...!)


Prólogo

Monólogo

――Coisas como a felicidade que as pessoas invejam,
Eu tinha em minha mãos, tão fácil, que chegava ser sem graça.

Porque eu
Levo comigo o sangue de Karlheinz
E sou um vampiro,

E por eu estar na posição de filho mais velho,
E ter que suceder a casa.

Status e Honra.

Ao mesmo tempo, a vida que me foi dada,
Parece que eu
Também tive em minhas mãos.

Não é algo que adquiri por vontade própria.

Mas mesmo assim, isso
Parecia ser meu.

Coisas que eu não posso ter em mãos
Não deveriam existir.

Mas――.

Flashback

[Na Floresta]

Shuu: ... ... Haa... ....
(Eu não quero ficar naquele lugar barulhento por muito tempo... ... Memo assim, se eu estiver na mansão, logo me levariam de volta)
(Mas vindo até aqui... ... Acho que as empregadas não vão conseguir me encontrar)
???: *cantarolando*
Shuu: ! Que... ... quem é!?
???: Hm? Ah, uma pessoa?
Shuu: Eh... ... ?
(... ... ah, é um humano?)
???: Por pouco eu não me engano e te nocauteio.
Shuu: Nocautear... ... Eu?
???: Tem mais alguém por aqui?
Shuu: (Entendi, ele não percebeu que eu sou um vampiro?)
(Senão, a essa hora... ...)
???: Eu nunca vi você antes. Você não é uma criança do nosso vilarejo, é? De onde você veio?
Além disso, pelo o que eu vejo, você é um nobre, não é? O que está fazendo num lugar como este?
Shuu: Eh, bem... ...
???: Aqui à frente é a floresta onde moram vampiros, por isso você não deveria se aproximar. Ninguém te disse isso?
Shuu: Ah... ... É que... ... Eu não saio muito de casa.
???: Bom, uma criança nobre com certeza é diferente de alguém de classe baixa como eu.
Shuu: ... ... .... ... Mas e você, o que está fazendo neste lugar?
???: Eu? Vim pegar lenha. Diferente de vocês, nós temos que fazer tudo por nós mesmos. Deve ser bom ser nobre né, ter uma casa grande e quentinha.
Shuu: ... ... Eu odeio a mansão. Eu não consigo relaxar lá.
???: Mesmo sem precisar pegar lenha pra não congelar de frio?
Shuu: Mesmo assim, eu odeio.
???: ... ... Hmm. Falando assim, só parece uma criança nobre com seus caprichos, pra mim. Desculpa.
Shuu: ... ...
Edgar: ... ... Mas você não parece uma pessoa ruim. Eu me chamo Edgar. E você?
Shuu: Eh... ...
(Por que eu estou me apavorando? Eu deveria ser capaz de pelo menos me apresentar... ...)
Edgar: Nós acabamos de nos encontrar, me diga o seu nome pelo menos.
Shuu: Ah... ... Eu sou Shuu.
Edgar: Eh, Shuu? Nome engraçado. Gostei! Mesmo sendo nobre, não é um nome esnobe.
Ei, Shuu, vamos virar amigos!
Shuu: Amigos... ...?
Edgar: É. Passar por coisas tristes e felizes juntos e construir laços fortes.
Shuu: Eu e você... ... Amigos... ....
Edgar: É um prazer, Shuu. De hoje em diante, nós somos amigos.
Shuu: ... ... Sim!
Edgar: Então, um aperto de mão da amizade.
Shuu: Aperto de mão... ...?
Edgar: Ei ei, você não conhece nem aperto de mão? Aqui, nós juntamos as mãos assim. É pra confirmar a amizade.
Opa... ...! Bom, eu tenho que ir!
Até, Shuu! Cuidado com os lobos!
*Edgar vai embora*
Shuu: Ah... ...
(Edgar... ... Um amigo humano, meu primeiro amigo... ...)
... ... ... ...!

*Outro dia*
Shuu: (Ah... ... Está aqui... ...)
Edgar: *cantarolando*
Shuu: (Hoje sim, estou decidido a falar com ele. Certo... ...)
... ... ... ...
Edgar: Ahh... ...! Ah, é o Shuu. Você me assustou.
Shuu: ... ... vou... ... juda.
Edgar: Eh?
Shuu: Eu posso... ... te ajudar.
Edgar: Hã... ... ... ?
Shuu: Então! Vo-você vai carregar essa lenha, não vai? Se nós dois fizermos isso vai ser mais rápido, eu acho... ...
E-então... ... é... ...
Edgar: Hehe... ...
Shuu: O-o que foi!?
Edgar: Nada. Hehe... ...
Shuu: ... ... ... ...
Edgar: Mas você hein, lenha é bem pesada, viu? Você nunca carregou algo tão pesado, certo?
Shuu: Eu consigo, pelo menos isso――
*Shuu derruba a lenha*
Shuu: Ahh... ...
Edgar: Shuu, se você segurar deste jeito, é mais fácil de carregar.
Shuu: ... ... Assim?
Edgar: Isso. Mas... ... Tudo bem mesmo? Suas roupas bonitas vão ficar sujas.
Shuu: Eu não me importo com isso――
*Barulho nos arbustos*
Shuu: ... ...!
Edgar: Shuu?
Shuu: Shh... ... ! Os lobos estão se aproximando.
Edgar: ... ... !!
Shuu: Silêncio.
Edgar: ... ... ... ...
*Lobos rosnando*
Shuu: ... ... ... ...
*Lobos rosnando*
Shuu: ... ... ... ...
Afastem-se.
*Lobos rosnando*
Shuu: Não ouviram? ... ... Afastem-se!
*Lobos vão embora*
Edgar: ... ... E-estamos salvos... ... ?
Shuu: ... ... É.
Edgar: Ahhh... ... Achei que fossemos morrer... ...
Shuu: ... ... Que bom, né.
Edgar: Você nos salvou, Shuu! Obrigado. Você é incrível.
Shuu: Eu não... ...
Edgar: Não, você é incrível mesmo, Shuu!
Shuu: ... ... ... ...
Edgar: É mesmo... ...
Veja! Maçãs. Eu te dou.
*Edgar joga uma maçã pra Shuu*
Shuu: ... ...
Edgar: São gostosas. Eu que cultivei. Tenho certeza que você vai gostar.
Shuu: ... ... ... ...
... ... Obri-gado... ...

Monólogo
Se eu usasse o meu poder de vampiro,
Afugentar os lobos
Seria mais fácil do que respirar.

Mas eu achei que não deveria
Mostrar esse poder ao Edgar.

Um vampiro e um humano.

Sendo separados pela parede das raças que não pode ser ultrapassada
Nós nunca mais poderíamos trocar palavras.
Foi o que eu senti... ...

E então eu percebi.

Não é que coisas que eu não posso ter em mãos
Não deveriam existir.

É que coisas que eu não posso ter em mãos,
Eu não deveria desejar.


Presente
[Na sala de estar]
Shuu: ... ... ... ...
Yui: (O Shuu-san, enquanto escuta música, está comendo maçã de novo. Já é a terceira hoje.)
(Sempre que ele come, parece estar pensativo... ...)
Shuu: ... ... ... ...
... ... Ei.
Yui: Si-sim!
Shuu: O jeito que você está me encarando está me incomodando.
Yui: De-desculpa... ...
Shuu: ... ... ... ...
Yui: (Uh, eu que escolhi o Shuu, mas)
(Será que foi uma boa escolha... ...?)
Shuu: ... ...Eu estava pensando sobre isso antes, mas... ...
Por que você continua aqui?
Yui: Porque... ...
Shuu: Bom, certo que você não tem outro lugar pra ir, mas... ...
Yui: (Se ele entende, porque pergunta... ...)
Shuu: Mas por que aqui, de todos os lugares――.
*Shuu lança uma maçã pra Yui*
Yui: Waa... ...
(Uma maçã?)
Shuu: Eu te dou essa maçã. Já cansei de comer hoje... ...
Yui: Mu-muito obrigada.
Shuu: Hmph. Você diz obrigado por ganhar algo comido pela metade?
Yui: Não é isso... ...
Shuu: ... ... Basta. Eu vou dormir um pouco... ...
Não me atrapalhe... ...
Yui: O-okay... ...
Shuu: Hm... ... ... ...
.. ... ... ...
Yui: (Parece que ele dormiu mesmo)
Ahh... ...

(O que será que vai acontecer comigo de agora em diante... ...?)

❤ Autora: Runa - Armazém de Uma otome

Nenhum comentário:

Postar um comentário