segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Azusa Dark Prólogo ~More Blood



-Prólogo Dark-

Seleção:
ー番左 (Ruki)
左から二番目 (Kou)
左から三番目 (Yuma)
ー番右 (Azusa)


Azusa: Sou eu… … Você me escolheu depois de tudo que pensei… … porque, você gosta muito de mim… …
Eu gosto muito de você… … Eu gosto de você… … ei? Então… … a dor é uma sensação boa… …?

Ruki: Por enquanto, um familiar se preocupou com sua bagagem.
Yui: Eh? Como… …!?
Kou: Hehe… … Foi simples. Essa pessoa é…
Ruki: Oi, Kou. Não diga tais coisas desnecessárias.
Kou: Sim. Qualquer coisa que você diga.
Yui: … …?
Ruki: Siga as regras desta mansão. Há pouco tempo você as quebrou… … Eu não vou perdoar até mesmo você, Eve.

Yui: … … … …
(… … Mesmo agora, nada mudou... ...)
(… …Depois disso, o que eu devo fazer… …)
(Me pergunto se todos na casa Sakamaki perceberam que eu desapareci… …)
(Provavelmente, eles vão esquecer imediatamente que sua isca desapareceu … …)
(Eu… … me pergunto o que será… …de Eve? E Adam? Eu não entendo isso… …)


-Monólogo-

Eu estava ciente de ser discreto
Para alguém, protegido por algo
No entanto a realidade me disse que eu vivia e existia
Mas eu não.

As pessoas vêm e vão alegremente,
Respirando naturalmente
Como sonho com tudo
Sendo obtido em minhas mãos.

Enquanto isso eu estou sozinho,
Mesmo se eu estou vivo
Ou morto
Pensando em como controlar isto.

Quando eu olho para o céu azul,
Pergunto-me por que eu não posso ver os seus segredos.
Então talvez eu estou mais vivo
Do que eu tinha antecipado.

E assim, para viver em tal vazio,
Eu não tenho que sentir muito em tudo.

Referindo-se à situação,
Posso realmente dizer que eu estou vivo
E ainda não entender tal coisa.

Se você respira,  e come coisas
Você está vivo?

De novo e de novo eu questiono essas respostas
Conforme abro e fecho a palma da minha mão.

Movendo em algum lugar desta maneira
O mesmo não está completamente morto
Embora possa parecer estar.

Prova de estar vivo.
E uma razão de que seja.
Tenho sede por isso.
Fim do Monólogo; Tela preta


Azusa: … … … …?
(Sem uma família, eu teria morrido de fome nas ruas, se aqueles ciganos não tivessem me pegado)
(Para evitar ser um incômodo para todos, vou fazer isso eu mesmo.)
(Eu vou ser capaz de fazer isso tudo.  Não há mérito em fazer o contrário… …)
(A vida não tem significado… … Por estar quase morto, eu estou na mesma situação… …)
… … … …?
Ah… …!
Justin: Ei você, levante.
Por que você está apenas sentando aqui? Coisa desagradável.
Azusa: Me, me desculp-

-*Soco*-
Justin: Não me diga que você não pode ouvir minha voz.
Azusa: … … … … *fungar*
Justin: Pelo amor de Deus… …
Christina: Sim, Justin, é como você diz.
Você foi pego, graças a nós, e está vivo por causa disso, você sabe.
Ouça devidamente o que dizemos.

-*Tapa*-
Azusa: *suspiro*!
-*Tapa repetido*-
Azusa: Gnnk… …. Guh.
-*Pisada repetida*-
Azusa: … … … …?
Melissa: Hehe, mesmo eu bati sem ele expressar tais queixas… …!
Não há orgulho dentro de um lixo como ele.
Bem… … Acho que ele não sabe como fazer qualquer coisa além de retortas infantis.
Não é verdade, Justin?
Justin: Sim, isso é verdade-!
-*Chutes repetidos*-
Justin: *arfar*
Azusa: *suspiro de dor*
-*Chutes*-
Azusa: *dificuldade para respirar*
Justin: Hn… …?
Azusa: … … hehe … …
Christina: O-oque há com ele… …
Azusa: Ahaha… …!
Melissa: E-ei!
O que é tão engraçado!!

Azusa: … …Ei, por favor.
Me bata mais.
Justin: Hah?
Azusa: Faça mais, mais, e mais. Até que eu esteja todo machucado, por favor… …
Mais… …Mais golpes… …
Justin: … …Desagradável… …
Azusa: Ah…. … … … … … Espere… … espere… …
Por que vocês estão indo… …? Ei! Porquê!?
… …Haaa … … Isso dói … …Hehe.

-Monólogo-

Um ciclo vicioso de pessoas amaldiçoadas se repete,
Que nascem e morrem, nascem e morrem.

Sem muito sentido, não há razão.

Quanto aqueles que atacam outros, 
Eu fui atingido todo dia por aqueles que habitam a cidade.

Por causa das pancadas, zombarias que foram derramadas em mim.
Além disso, suas vozes são amaldiçoadas
Para me atingir em todas as oportunidades.

Ódio girando circularmente
E finalmente chega a um destino.
Esse sou eu.

Eu recebo todas as suas pancadas e raiva
Que eventualmente cessaram.

É minha “Justificação de existência”.

-Tela preta-

-Fim do flashback/monólogo; Local: Sala de estar da família Mukami-

Azusa: … … … … *respiração irregular*
… …Nn, … … haa, Eu… …
Yui: Azusa-kun… …? O que foi?
Azusa: … …Nn, todos,  … …Mn, pessoas dolorosas… …
Yui: (De repente eu me pergunto o que está errado. Eu não posso me trazer a falar.)
Azusa: … … Justin … … … … Christina, … … Melissa… …
Heh… … Hehehe … …
Ruki: Oi, Azusa. Pare com isso. Se você deve, faça isso sozinho.
Azusa: E-espera… …Eles estão contando.
Yui: (Eles? Contando? O que no mundo?)
Ruki: Haa… … Ei, você. Você pode ter certeza do que essa pessoa está dizendo?
Yui: S-sim… …
(Dito isto eu tive que selecionar apenas um único cartão)
Ruki: Hmph… … Se for assim. Faça o que quiser.
Kou: Hehe, M Neko-chan. Desde que foi escolhida, a nossa criança problemática?
Azusa-kun sempre foi um pouco problemático desde que ele era uma criança, sim? Bem, eu não acho que ele é tão ruim… …
Yui: S-sim… …
(Pelo contrário, eu fui perguntada… …)
Isso é tão problemático?

Kou: Trezentos e sessenta graus problemático. Não é óbvio? Hehe.

Yui: (T-tal coisa… … Mas é um pouco peculiar, se eu disser eu mesma… …)
(Eu não deveria dizer tal coisa, mas, Tenho a estranha impressão de que é… … misterioso)
Kou: Certamente você vê que ele é o mais devagar. Talvez você deva me escolher?
*Kou caminha para fora*
Yui: (Ele saiu… …)
Yuma: … … … …
Yui: Bem, uhm, Yuma-kun… …
Yuma: O que? Não fale tão descuidadamente.
Até mais.

Yui: … … … …
(Todos saíram… …)
(O-o que fazer. Azusa-kun não saiu… …)
Azusa: Heh… … Hehehe… …
Yui: (Unn… … O que fazer. Eu não sei o que as pessoas são em seu próprio mundo. Imagino se eles podem falar… …)
U, um… …
Azusa: … … Hehe … …
Yui: Uhm… …!
Azusa: … … … … Nn … … O que?
Yui: (Aah, que alívio. Parecia ter uma resposta dele.)
Azusa: … …Ei. Devo perguntar?
Yui: (O-o que, imagino… …)
Azusa: Sou eu… … que você gosta?
Yui: Eh?
Azusa: Ah, eu fiquei com vontade… … Desculpe. Então, mudando a questão.
Você… … Você pode, me bater?
Yui: Eh… …?
Azusa: Estou esperando. Bata em mim, me corte, ou talvez me chute?
Yui: I-isso é impossível.  Eu não posso fazer isso. Eu, esse tipo de coisa é um pouco… …
Azusa: … … … …Entendo.
Isso é uma pena, realmente… …
Quero dizer… … Eu não entendo por que você não pode me bater… …
Yui: (Azusa-kun, você terá que encarar a realidade… …)
(Mas, de repente ser convidada a bater em alguém é algo que não posso me forçar a fazer)
Azusa: Yui-san deve me odiar… … Eu vejo… …
Yui: Eh… …?
Azusa: Mas… … Eu, você, eu não te odeio.
Yui: P-por que? Eu estava meramente apenas… …
Azusa: Por que? Porque…  Você e eu… somos iguais.
Yui: Iguais? O que você quer dizer?
Azusa: … …Porque, Ei… … Me deixe sugar o seu sangue.
Yui: Eh? E-espera… … Isso não responde minha pergunta… …?
Azusa: Bom? Está bom? …Certo …? Ok?
Yui: (Não tem jeito, minhas palavras não estão saindo!)
Azusa: Vamos, me deixe chupar- - *morde*
Yui: Ah… …!
Azusa: … … Mmn … … Haa *suga* … …
Aa, é tão saboroso… …  Eu quero mais, mais… …
Que legal… … Você… possuir tal sangue… …
Esse é… … O sangue de Eve… … Ha… … *suga* … … *engole*
*suga*

Yui: Pare… …!
Azusa: … … … … Nnn *suga*
Yui: E-eu não quero isso!
Azusa: Hehe… … Não há necessidade de fingir estar com medo.
É verdade que você realmente gosta disso? Vai ser percebida - - *suga*
Yui: Não… …!
Azusa: … … … … *suga*
… …Hehe. Você resiste e então o gosto do sangue, espesso, fica doce… …
Você e eu somos realmente iguais depois de tudo, do mesmo jeito… …
Yui: (Eu sou igual Azusa-kun? O que na Terra- -)
Azusa: Nn… … *suga*
Yui: Un… …!
Azusa: Aah… … Delicioso… …
Ei, isso dói… …? Onde é mais doloroso?
Talvez, aqui- -! *morde*
Yui: Nn… …!
Azusa: Aah, é aqui.
Eu vou sugar mais. Você está bem… …, e feliz certo? *morde*
Yui: Isso, isso dói! Azusa-kun… … !!
Azusa: Isso dói… …
é verdade, isso dói… …
Hehe, haa… …Isso é um alívio, certo?
Mesmo se é doloroso, ainda é bom? Mais, Eu vou deixar você sentir mais isso.
Quero dizer, você é muito valiosa- - *morde*… …
Minha Eve… … Haa… …
Yui: Unn… … Kuh.
(Por que, está se tornando uma coisa tão particular… …? Quem é… … Eve?)

-Monólogo-
Sendo relutante não significa necessariamente que eu odeio isso,
Azusa-kun cada vez mais suga meu sangue com tanta intensidade.
Eu pensava que fugir seria melhor.

Mas para mostrar resistência,
Para tal poder como este.
Quanto mais eu me pergunto sobre me ocultar
Mais eu estou presa por este poder.

Quanto ao Azusa
Eu estava à sua mercê.

Nenhum comentário:

Postar um comentário