quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Yuma Maniac 8 ~More Blood


Cena: Biblioteca da Escola
Yui: (Hmm ... ...)
(... ... Aqui. Este é o livro que a famosa irmã escreveu) [Irmã=Freira]
(Como eu disse a Yuma-kun, é impossível para mim me tornar uma irmã ... ...)
(Deus não pode permitir isso, eu sei que é inútil pensar nisso. Mas ... ...)
Shu: Você está indo ler esse livro, mesmo que você tenha sido manchada por vampiros?
Yui: (... ... Aquela voz ... ...!)
Shu-san... ...o que você está fazendo aqui?
Shu: ... ... Dormindo. Ninguém vem aqui e é tranqüilo.
Yui: ... ... eu vejo.
(Ele ainda continua sendo distante, como de costume ... ...)
Shu: É isso mesmo ... ... eu queria te perguntar uma coisa.
Yui: Eu? O que é?
Shu: Você, por que você não voltou para a casa?
Yui: ... ... eu gostaria de saber, eu poderia voltar?
Shu: ... ... ... ...
... ... Eu não estou implorando. Não importa para mim, mas os outros caras estão perdendo a 
paciência.
Yui: (Todo mundo está com raiva depois de tudo ... ... Saí sem permissão, indo com Yuma-kun e os 
outros, isso é uma informação adquirida.)
Uhm ... ... Shu-san.
Shu: O que?
Yui: Se todo mundo está irritado, por que ninguém veio até mim ... ...?
Quanto Ayato-kun, ele não está na sala de aula... ...
(Se eles me querem de volta ou não, quando se trata de sangue, isto é ridículo ... ...)
Shu: Bem, isso é porque você continua tendo alguém ao seu redor.
Yui: Mas, o que acontece quando estou sozinha?
Shu: Não tenho certeza. Alguém está sempre atento a você.
Yui: (Sempre ... ... até agora?)
Shu: De qualquer forma ... ... desde que chegou, tornou-se bastante barulhento... ... Até mais. 
[Fugindo, né seu safado? Brincadeira kkk]
Yui: Shu-san... ...
Yuma: Aguarde.
Yui: (Yuma-kun ... ... ele ouviu tudo!)
Shu: ... ... Você quer alguma coisa? Eu quero ir, já que aqui tem bastante barulho.
Yuma: Como esperado. Eu gostaria de saber, você não é o filho mais velho? Eu quero ouvir sua 
opinião.
Shu: Minha opinião sobre o que?
Yuma: Você quer que ela volte? O que você acha? Herdeiro da família Sakamaki.
Shu: ... ... ... ...
... ... Não importa para mim, é enfadonho. Saia, você está no meu caminho.

-Shu sai-
Yuma: ... ... Como esperado.
Yui: ... ...? Yuma-kun, o que você quer de Shu?
Yuma: Hah? Tenho certeza de que aconteceu algo, enquanto eu não vi.
Yui: ... ... Você assistiu tudo. Encontramos-nos por acaso.
Yuma: Heh, se é isso que você diz.
Não pense que você pode falar para mim em tal atitude arrogante.
Mas ... ... eu não gostei do que você falou com ele.
-Som de Perfuração-
Yui: Aah ... ...!

Yuma: Você estava realmente pensando que esses caras iriam vir até você?
Você acha que eles são melhores do que nós? Certo

わからない Eu não entendo [Masoquista]
Yui: Eu-eu não entendo ... ...
Yuma: Como você pode não entender! É um conceito muito simples. Por exemplo...
Yui: (A ponta de suas presas ... ... estão traçando minha pele)
Yuma: Esses caras e minhas presas ... ... Pense no que você deseje mais.
Yui: Uh ... ...
Yuma: Heh ... ... seu pescoço está ficando arrepiado?
É por causa de minhas presas? Ou ... ... você está apenas sentindo frio?
Ei ... ... eu já sei a resposta. Você quer as minhas presas. Sim?

っちもど嫌→  Eu não gosto disto [Sádica]
Yui: Eu não gosto disto. Isso é irritante.
Yuma: Oh? Você está deixando esses caras de lado, você odeia eles.
Ei, que engraçado. A isca está mudando a sua opinião.
Esses caras são um grupo de fracos, sem forças para lutar... ...

Yuma: Vou atender às suas expectativas. Sugando totalmente ... ... *Morde* ... ...
Yui: Aah ... ... agh ... ...!
Yuma: Ngh ... ... Mn ... ...
Yui: (Neste tipo de lugar, alguém pode vir ... ...!)
Yuma: Mn ... ..Tch, pare de lutar !!
-Som de Perfuração-
Yui: Dói ... ...!
Yuma: Não fale, Porca!
Você terá que escolher entre mim e aquele cara ... ... Eu estou preparado quando chegar a hora ... ...
Então, você vai ser o meu brinquedo silencioso.
Portanto, eu vou jogar até que a bateria se gaste ... ... Ngh.
Yui: ... ... Agh ... ...!
Yuma: Eu ... ... não vou perder para o maldito aristocrata... ...

Monólogo
Suas presas escavadas na ponta do meu ombro,
Sem querer ele tocou minha garganta.
Eu não sei se é
Bom ou não. Mas eu
Só tem duas escolhas.
Meu sangue é sugado, não importa aonde eu vá.
Essa é a minha realidade
Eu aceito esse fato.
Aos meus pés, escrito pela irmã, caiu o livro
Eu culpo-me por abri-lo e tê-lo deixado cair. 


Autora: Marina Victoria [Link]

Nenhum comentário:

Postar um comentário