quarta-feira, 15 de março de 2017

Shuu Dark 8 ~ More Blood

 
[Sala de Aula]
Yui: (Agora só falta carregar essas impressões e eu já posso voltar)
...
(Qu-que pesado! Não consigo ver nada na minha frente...)
Yuma: Yo.
Yui: !! Yuma-kun!
(O-o que eu faço? As impressões...)
Yuma: Ahh... Não tem jeito, eu te ajudo.
Yui: Obrigada...
(Mas foi porque o Yuma-kun falou comigo de repente que eu me assustei e deixei cair...)
Yuma: Em troca, você vem comigo um pouco.
Yui: Que...?
Yuma: Tudo bem? Eu não vou fazer nada demais.
Yui: Mas...
(Pode ser que eu cause problemas pro Shuu-san de novo...)
Yuma: Eu tô dizendo que vai ser rápido, não!? Vem cá!
Yui: Ahh, espera... não me puxa.
(O-o que eu faço...? Ele é tão forte que eu não consigo me soltar...)

[Sala de Transmissão de Rádio]
Yui: (...A sala de transmissão de rádio? O que será que ele quer nesse lugar)
(Além disso, eu tenho que voltar logo...)
Yuma: Será que o Neet* Sakamaki está procurando por você neste momento~?
 
*Neet = sigla para "Not in Education, Employment, or Training", alguém que não estuda, não trabalha e não está em treinamento, ou seja, um preguiçoso que não faz nada da vida.

Yui: Yuma-kun... O que você queria falar comigo? Se não tiver nada, eu...
Yuma: Aqueles Sakamaki desgraçados... Eu não gosto de ver você vivendo tranquilamente com aqueles aristocratas desgraçados!
Por isso eu quero roubar você e fazê-los morrer de fome. Interessante, não?
E então, depois disso... eu também vou beber o seu sangue.
Yui: Pa-pare!
Yuma: ...
Yui: Ah... de-desculpa.
Yuma: O que foi? Por acaso você devotou sua castidade àquele Neet?
Yui: ... Não é isso...
Yuma: Que louvável, hein... vai me fazer chorar.
Mas... de qualquer jeito, você é tratada de uma forma horrível, não?
Se é pra ter o sangue sugado de qualquer jeito, me escolha?
Yui: Pare―
Shuu: Ei...
Yui: Shuu-san...!
Yuma: Aã?  Ah, é você. Ei, Neet. Você nos achou, hein.
Shuu: ... Eu pensei que finalmente ia poder dormir tranquilo... Vocês que vieram me atrapalhar...
... Se misturado aos ruídos de sempre, ainda fizerem barulho assim, não tem como eu dormir sossegado.
Yuma: ... Chegou o guarda-costas, fazer o quê. Porca, até mais... hehe.
*Yuma sai*

Yui: (E-estou salva...)
(Hm? O Yuma-kun deixou algo cair do bolso...?)
Shuu: ...Eu disse pra você não causar problema.
Yui: De-desculpa... Shuu-san, muito obrigada por me salvar.
Shuu: ...Eu não te salvei, nem nada.
Yui: (Mas isso acabou me salvando sim, que bom que o Shuu-san estava aqui)
Ah, é mesmo. Agora...
Shuu: ... ...?
Yui: Parece que o Yuma-kun deixou cair. O que será isso...?
É açúcar...? Shuu-san, você sabe o que é?
Shuu: ... Me alcança.
Yui: Tá.
Shuu: Um bloco de pó branco...
Yui: ... O que será.
Shuu: Sei lá. ... ... Ei, vou te dar uma punição por deixar aquele cara tirar vantagem de você.
Você vai comer isso e confirmar o que é. Vamos... Coma.
Yui: Quê!?
(O-o que eu faço? Se não foi um cubo de açúcar, sei lá que tipo de pó pode ser...)

食べてみたい→ Comer [Sádica]
Yui: (Mas eu tenho curiosidade de saber que gosto terá isso...)
Shuu: Hm... Você vai mesmo comer?
Se você comer isso, você consegue imaginar o que pode acontecer com você, não?
É algo que um vampiro deixou cair. E ainda por cima aquele selvagem.
Yui: I-isso é verdade, mas...

遠慮する→ Hesitar [Masoquista]
Yui: (Eu tenho curiosidade, mas é muito suspeito mesmo...)
Shuu: ... Parece que você tem senso comum.
Se um humano comesse isso, sabe-se lá...
Yui: (Então era mesmo era mesmo algo que faz mal...!)

Shuu: Bom, agora já é tarde pra ficar em dúvida.
Yui: ...?
Shuu: Vamos, coma―
Yui: ...!
(E-e agora...! ... Eu comi...)
(Se o meu corpo ficar estranho por causa disso, o que eu vou fazer...)
Shuu: ... Como é o gosto?
Yui: ...? Hmm... É-é doce...
Shuu: É claro que é. Porque é um cubo de açúcar. ... O que você pensou que fosse?
Yui: I-isso...!
Shuu: ... Haha.
Aa, essa cara feia de idiota, me faz rir... ha.
Yui: (Uh... Parece que eu fui completamente enganada)
Shuu: ... Hahaha.
Yui: Nã-não ria tanto assim!
Shuu: Hã? Se ao meu ver, algo é engraçado, qual é o problema em rir? Haha...
Yui: (Poxa...!)


Monólogo
O Shuu-san que sempre parecia indiferente
Me mostrou um sorriso e isso me surpreendeu um pouco.

Assim, eu fiquei um pouco feliz.

Vampiros e humanos são diferentes.
Mas isso não quer dizer que sejam diferentes em tudo.
Em algum lugar tem uma parte em que ambos se entendam.
Eu acreditei nisso.

Será que eu e o Shuu-san também, vamos conseguir nos entender?
Eu sei que é um pensamento idealista
Mas, se nós conseguíssemos mesmo isso...
Acho que pode não ser algo ruim.

Autora: Runa [Armazém de uma Otome]

Nenhum comentário:

Postar um comentário